Baresi: ‘Quem não quer lidar com pressão tem que fazer outra coisa’

Agitado no banco, treinador diz que acreditou no empate o tempo todo

O primeiro resultado de Sérgio Baresi como treinador interino do time principal do São Paulo foi o empate por 2 a 2 com o Cruzeiro no último domingo, no Morumbi, pelo Brasileiro. O time começou bem, oscilou durante a partida e conseguiu igualar o placar aos 45 minutos do segundo tempo, com Ricardo Oliveira. Agora, o técnico tem um desafio cercado de rivalidade: o clássico contra o Corinthians, no domingo, no Pacaembu. Mas não se preocupa com a pressão de ter que vencer.

– Eu encaro da melhor forma possível. Um clássico envolve emoções de torcedores, diretoria, atletas e comando. O que precisamos é ter o cuidado necessário, pois em clássico tudo pode acontecer. Não é fácil ter pressão, mas quem não quer lidar com pressão tem que fazer outra coisa, nesse meio e no São Paulo a pressão faz parte, ainda mais em um momento difícil – ressaltou o treinador.

Durante a partida, Baresi viveu a alegria de ver seu time sair na frente, amargou a virada cruzeirense e explodiu em euforia ao ver o gol de empate de Ricardo Oliveira. De pé o tempo todo, o comandante ficou bastante agitado, mas revelou que mesmo quando o Tricolor estava atrás no placar não deixou de acreditar na reação do time.

– Futebol é bonito por causa desses momentos. Eu pulo, grita e cobro porque é minha forma de trabalhar. Houve um abatimento meu e do time após os gols do Cruzeiro. As emoções vão passando pela cabeça e, entre o pensar negativo e positivo, eu pensei: vamos conseguir  empatar. Fiquei com essa frase na cabeça o tempo inteiro. Ganhamos um ponto, o que foi importante – acrescentou.



  • PROMOÇÃO

  • Produtos do SP

  • CLIQUE NOS CANAIS E VEJA TV AO VIVO






  • USUÁRIOS ONLINE

    • 1.403.252 acessos
  • Blogs & Sites parceiros