Com os ‘modelos’ Washington e Miranda, Tricolor lança linha 2009 de uniformes

Hernanes, Bosco e Dagoberto também apresentam camisas, que têm poucas mudanças. As de treino têm nova cor, tornando-se mais discretas

O São Paulo apresentou, na noite desta segunda-feira, os uniformes para esta temporada. Os modelos têm poucas mudanças em relação aos usados em 2008. As maiores diferenças ficaram por conta das camisas do goleiro Rogério Ceni, as de treino e a especial para o torcedor. O desfile contou com modelos mais do que especiais: Washington, Miranda, Hernanes, Bosco e Dagoberto apresentaram as novidades.

O Atacante Washington com a terceira camisa, feita especialmente para o torcedor

– Acho que o uniforme caiu bem em mim, não acham? – disse Washington, sem esconder o sorriso.

Rogério Ceni não pôde comparecer, mas a sua camisa para 2009 foi apresentada para os torcedores

O modelo dois segue tricolor, com listras horizontais. O uniforme três será o do torcedor, também nas três cores do São Paulo, mas com uma lateral preta, a outra vermelha, e o meio em branco.

Hernanes com a nova camisa de treino do São Paulo. Do azul para o cinza

Rogério Ceni ganhou um design especial nas suas camisas. O goleiro vestirá o uniforme um em preto, com o número em vermelho nas costas e sua assinatura por cima. O segundo modelo é vermelho, com detalhes em preto. A camisa azul para os goleiros também foi mantida. Os uniformes de treino agora são cinzas, mais discretos.

Reserva de Rogério Ceni, Bosco apresenta a segunda camisa de goleiro

A camisa número um teve poucas alterações. O patrocínio com a LG foi renovado na última semana e o logo da empresa segue na parte da frente do uniforme. A Reebok, que produz o material esportivo do clube, retirou seu símbolo do lado direito do peito e escreveu a marca na gola. O patch com a inscrição de tricampeão brasileiro está na manga. O preço incial é de R$ 159,90.

Dagoberto (à esquerda) veste o uniforme principal, e Miranda, ao seu lado, usa a camisa número 2

– Não levo muito jeito para modelo não. Mas você vê que o modelo que é bom é chamado de novo para desfilar na passarela, né? – brincou Miranda, arrancando risos de quem estava presente. Ele fez uma aparição rápida e precisou voltar ao palco para mostrar o uniforme número dois com mais calma. – Achei a camisa muito bonita e confortável. Não entendo de uniforme, mas gostei mesmo assim.

CONFIRA MAIS FOTOS:
http://www.saopaulofc.net/v4/6NOVO2D.asp?PLC_fot_ukey=39832214041ZD67MLP&PLC_map_001_c=37574114121BYAA40B#39832214041ZD67MLP

Washington e Renato Silva: mais dois reforços para o São Paulo em 2009

Atacante do Fluminense fecha por um ano e zagueiro, que estava no Botafogo, acerta com o clube paulista por quatro temporadas

O São Paulo está com a defesa ainda mais forte e com um camisa 9 de peso para a disputa da Libertadores de 2009. O zagueiro Renato Silva e o atacante Washington acertaram com o clube paulista nesta terça-feira. O primeiro já está sacramentado, com um contrato de quatro anos, cujos valores não foram divulgados pela diretoria são-paulina. O segundo, que estava no Fluminense , ainda precisa resolver detalhes das bases contratuais e realizar exames nos próximos dois dias, mas chega ao clube por um ano.

– Definimos a contratação do Renato esta manhã e ainda temos que resolver alguns detalhes do Washington, mas está tudo certo. Estamos trabalhando para ter um elenco forte para a disputa de competições importantes em 2009. A primeira delas é a Libertadores – explica João Paulo de Jesus Lopes, diretor de futebol do São Paulo.

O empresário de Washington, Gilmar Rinaldi, porém, ainda não dá a transação como 100% concretizada.

– Esses pequenos detalhes não são tão pequenos assim – rebate Rinaldi.

A contratação de Renato Silva, que disputou o Brasileiro pelo Botafogo , tem o objetivo de reforçar o setor defensivo, mas sem intenção de se desfazer dos atuais jogadores. O dirigente garante que o clube não pretende vender ninguém da defesa.

– A chegada do Renato não significa que vamos vender alguém. Não temos propostas por nossos zagueiros e não pretendemos nos desfazer deles. Ainda tentamos manter o Rodrigo – acrescenta Jesus Lopes.

Sobre Rodrigo, o Dinamo de Kiev pede US$ 350 mil para emprestar o jogador por mais seis meses, mas a diretoria são-paulina pretende diminuir esta quantia. Por enquanto, o único jogador de defesa que não defenderá o São Paulo em 2009 é Aislan, que será emprestado para ganhar experiência.