Números de Borges são de jogador de decisão

Nos últimos cinco jogos do Nacional, atacante do São Paulo fez sete gols

Nenhum jogador do São Paulo apareceu mais do que Borges na reta final do Brasileirão. O atacante marcou sete gols em quatro dos últimos cinco jogos – Internacional, Portuguesa (3), Figueirense (2) e Fluminense. O camisa 17 é a maior esperança de gols para a decisão contra o Goiás, domingo, no Bezerrão. E sabe que vive um bom momento.

– Os números já falam, não é?! Não vou fazer propaganda. Mas independentemente de tudo isso eu tenho que seguir ajudando o time, fazendo os gols ou não – disse o atacante.

Borges é o artilheiro são-paulino no ano, com 25 gols. Se fizer mais um, chegará exatamente ao dobro da marca de 2007, ano em que chegou ao Morumbi. Em sua primeira temporada no Tricolor, marcou 13 vezes.

Jean pede para viajar com elenco do São Paulo

Suspenso para ‘final’, volante mostra companheirismo e quer ajudar

O volante Jean está suspenso para o último jogo do São Paulo no ano, contra o Goiás, domingo, no Bezerrão. Porém, sabendo do momento decisivo do Brasileirão, o camisa 38 não se considera de férias e pediu para viajar com a delegação a Gama, local do jogo.

– É complicado ficar fora, fiquei triste, mas é assim mesmo. Agora vou torcer pelos companheiros. Confio muito no time, nos jogadores, no Muricy. Acredito muito que vai dar tudo certo e já pedi para viajar com a delegação porque quero estar junto – explicou Jean, que garante estar trabalhando tanto quanto os que vão jogar:

– Não é porque não vou jogar que me sinto em férias. Estou com o time para o que der e vier. Procuro ajudar no dia a dia, nos treinos, trabalhando com a mesma seriedade. Minha concentração para o jogo é a mesma que a do time. Estou junto com eles.

Jean foi um dos responsáveis diretos pela recuperação são-paulina no segundo turno da competição. Nessa metade do campeonato, o volante havia ficado fora de apenas um jogo, contra o Náutico, também por suspensão. Fora da decisão contra o Goiás, Jean vive a expectativa de seu primeiro título com a camisa tricolor.

– Claro que de fora a gente sofre bem mais, pois a ajuda é indireta. Mas minha confiança é muito grande. O time tem que entrar com uma pegada muito forte, até mais do que o normal. Pois o próximo jogo será o último. E o último é a nossa decisão – explicou.

Ingressos de Goiás x São Paulo no Morumbi

Entradas serão vendidas nesta quinta até as 21h. São apenas 2.000

Os ingressos para Goiás x São Paulo destinados à capital paulista já começaram a ser vendidos no Morumbi nesta quinta-feira. As entradas disponíveis para os tricolores residentes em São Paulo são apenas as dos setores Norte (R$ 100) e Leste (R$ 150). São mil ingressos de cada.

Nesta quinta, excepcionalmente, as bilheterias do estádio ficam abertas até as 21h. Na sexta-feira, o horário é das 9 às 17h. No sábado, a definição só sairá de acordo com a demanda.

Vale lembrar que no Morumbi não serão comercializados os ingressos de meia-entrada. Estes estão disponíveis apenas no Distrito Federal.

Borges afirma que trocaria artilharia pelo título

Atacante quer coroar o ‘difícil’ ano de 2008 com o Hexa no Brasileirão

A poucos dias da partida contra ao Goiás, que pode dar o hexacampeonato brasileiro ao São Paulo, o atacante Borges resume a determinação do elenco paulista em buscar o título. Mesmo sendo o artilheiro da equipe na competição, com 15 gols, o jogador garante que abriria mão de todos os tentos marcados até aqui para levantar o troféu de campeão.

– Pra ser sincero, abro mão dos gols pelo título. É só isso que passa pela minha cabeça. É a coroação do trabalho difícil desse ano e marca a carreira e o currículo de qualquer jogador. Independentemente de quem faça o gol, o que importa é ser campeão – afirmou Borges.

O Tricolor lidera a competição, com 72 pontos, e precisa de apenas um empate no Bezerrão para confirmar sua sexta conquista. A festa poderia ter ocorrido na partida contra o Fluminense, no Morumbi, mas o Sampa empatou por 1 a 1 com os cariocas (Borges marcou o gol de empate) e deixou a decisão para a derradeira rodada. Nada, porém, que desanime o camisa 17.

– Não conseguimos o título no domingo, mas estamos três pontos na frente e só dependemos da gente. Sabemos que o empate é nosso, mas vamos dar nosso melhor – afirmou.

Goiás promete complicar vida do São Paulo

Se o Sampa não levar o hexa no domingo, pegará um rival motivado

Caso o São Paulo não conquiste o hexacampeonato brasileiro no próximo domingo, diante do Fluminense, no Morumbi, o torcedor são-paulino terá motivos de sobra para se preocupar. Pelo menos é o que garantem os jogadores do Goiás, adversário do Tricolor na última rodada do Nacional.

– Você sempre quer ganhar do líder. Além disso, todo mundo quer ganhar do São Paulo. Portanto, não vai ter moleza, não – afirmou Paulo Baier, que é torcedor do Grêmio assumido.

– Claro que vou torcer para o Grêmio. Até meu pai já cobrou isso, então tenho que correr um pouquinho mais. Garantimos a Sul-Americana, que era importante. Mas mesmo assim precisamos vencer, porque o Goiás quer terminar na sexta colocação – completou Baier, que é o artilheiro da equipe na competição, com 13 gols.

Para que a decisão fique para a última rodada, basta que o São Paulo não vença o Fluminense, e o Grêmio derrote o Ipatinga, fora de casa. Assim, a equipe gaúcha ficaria no mínimo três pontos atrás do Tricolor paulista, podendo ainda ser campeã, desde que vença também o seu último jogo e o São Paulo perca para o Goiás.

– Ainda falta uma rodada. Mas se for decidir o título mesmo, será uma semana movimentada. Isto dá motivação e vamos complicar – garantiu Iarley.

A partida será no Estádio Bezerrão, no Distrito Federal, próximo de casa. Por isso, Iarley avisa:

– Aqui, com esse calorzão de 40º, o São Paulo que não venha descuidado, não, que perde o jogo.

Sendo assim, é bom que o São Paulo garanta o título já na próxima rodada, porque o jogo contra o Goiás, seja onde for, poderá queimar a campanha tricolor.

Hugo já festejou, mas foi difícil

No elenco do São Paulo, um jogador já se sagrou campeão contra o Goiás, no Serra Dourada. Em 2005, Hugo fazia parte do grupo que conquistou o quarto título brasileiro do rival Corinthians e esteve em Goiânia. O meia ficou no banco de reservas na última partida do Brasileiro daquele ano.

No entanto, mesmo com uma equipe recheada de estrelas, dentre elas os argentinos Tevez e Mascherano, o Corinthians encontrou dificuldades e perdeu por 3 a 2. Paulo Baier marcou um dos gols do Goiás naquela partida.

– Eu já vivi isso, em 2005. Falavam que não tínhamos mais motivação, mas o jogo foi muito duro e ganhamos – lembrou.

Mesmo saindo derrotado, Hugo comemorou o título graças à derrota do vice-campeão Internacional para o Coritiba. O técnico do Inter era Muricy Ramalho.