Para Carpegiani, meio de campo é o coração do São Paulo

Treinador vai apostar em setor ofensivo para vencer o clássico

– Ali é o coração do time.

Com esta frase Carpegiani definiu a importância do meio de campo para as equipes que monta. Neste domingo, às 18h30, no Morumbi, o treinador vai apostar em uma formação ousada no setor. Rodrigo Souto, Carlinhos, Lucas e Fernandinho. Os dois primeiros, mais na marcação. Os outros dois, com maior liberdade para atacar, mas também comprometidos em fechar os espaços pelos lados.

– Se o time fizer o que ele (Carpegiani) está pedindo, vai ser bom, sem dificuldades. Só jogam dois no ataque, os outros, apesar de também avançarem, são meias. Dá para encurtar os espaços e jogar bem – revelou Carlinhos ao

Sob os olhares de Juvenal Juvêncio, presente na atividade realizada no Morumbi, Carpegiani, depois de três dias trabalhando de uma maneira, mudou. Apostou no camisa 31 e sacou Diogo. Richarlyson voltou para a lateral esquerda. Isso porque Casemiro não se recuperou por completo de uma amigdalite e treinou em separado.Carpegiani se alonga nas entrevistas quando fala do meio de campo. O comandante se preocupa com o setor. Para ele, é ali que pode ganhar os jogos, ainda mais um clássico. Mesmo assim, está preocupado com a nova função dos dois jogadores que vão atuar mais abertos.

– Eles estão entrosados e me dão condições de colocá-los em campo. Não escalo sem conversar com eles. Casa com o que penso em futebol. Posso jogar assim, desde que todos participem. Estão quase do jeito que eu quero – disse o treinador.

– Gostaria de ter definido o time para toda semana, mas só aconteceu sexta (ontem). Por uma necessidade, cheguei a conclusão de que deveria mudar. Poderia ter ganhado tempo. Optei por um time leve, de toque e dinâmico – finalizou.

Dos quatro jogadores do meio de campo, todos têm mais características de sair para o jogo do que de marcação. Com isso, apesar de ficar mais vulnerável na defesa, o Tricolor vai mais forte para fazer gols. Carpegiani sabe que só assim vai poder encostar nos líderes e, de quebra, conquistar a primeira vitória diante do Santos este ano. O coração tem de bater os 90 minutos, pois somente assim o meio será decisivo como o comandante gosta.

Deixe um comentário

Nenhum comentário ainda.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s