Baresi completa 40 dias e broncas não param

Após mais uma derrota, trabalho do comandante é questionado outra vez. Fica até quando?

Sérgio Baresi completa neste sábado 40 dias de trabalho no CT da Barra Funda. Em nove partidas, tudo bem dividido. São três vitórias, três empates e três derrotas. O treinador, após o segundo revés seguido (Botafogo e Internacional), ouviu reclamações públicas dos seus comandados. Além disso, pela primeira vez, ouviu vaias e xingamentos da torcida, sem paciência.

– Quando um time grande perde em casa, a torcida pega no pé com razão. O São Paulo aceitou passivamente o domínio do Inter, isso foi um erro mortal. Não temo ficar queimado, porque futebol é resultado. Sou novo, tenho uma carreira toda pela frente – afirmou Baresi.

Apesar de não temer pelo seu futuro como treinador, o começo no profissional não tem sido fácil para o interino. A diretoria não o garante até o fim do ano e sempre que obtém maus resultados, nomes para assumir seu posto são especulados. Alguns membros da cúpula são contra sua permanência. Internamente, os jogadores não entendem certas decisões e questionam o trabalho. Depois da derrota para o Inter, críticas foram externadas.

– Para mim é ruim (ser banco). Respeito a decisão do Baresi, sempre respeitei todo mundo como profissional e agora não seria diferente. Era um dos que mais vinha jogando e, pela minha consciência, estava bem. São coisas que acontecem no futebol, mas fico chateado – disparou Junior Cesar, que perdeu a vaga para o volante Richarlyson.

O camisa 20 não reconhece publicamente, mas, segundo apurou a reportagem do LANCE!, não está contente em seu novo setor. Jean vive situação parecida.

Recentemente, Jorge Wagner e Dagoberto, quando ainda eram reservas, também declararam descontentamento. Ambos não entendiam porque deixaram de ser utilizados. Ontem, antes da partida, até Lucas Gaúcho, que nem sequer estreou no profissional, deu sua cornetada via Twitter. O mesmo, depois, apagou o que escreveu.

Apesar das reprovações, a cúpula não vai punir ninguém e continua bancando Baresi no cargo.

– Se apostou no Baresi, então siga com ele. Acho que não ajuda em nada mudar muito – diz o superintendente, Marco Aurélio Cunha.

A opinião dos comandados

Cleber Santana – Quinta-feira
“Só estávamos Jorge e eu no meio. Ficavam dois, três para um. Se sobra, então tem algo errado”

Junior Cesar – Quinta-feira

“Ele não me explicou, só falou que é opção tática. Tenho de respeitar,
mas fico chateado”

Dagol – Quando banco

“Mereço um mínimo de respeito no clube. Em duas semanas fui sacrificado por todos”

Lucas Gaúcho
Quinta-feira, pelo Twitter.

“Gente, não fui relacionado. Motivo? Nem eu sei. Vou estar torcendo no Morumbi”

Fonte: lancenet

Deixe um comentário

Nenhum comentário ainda.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s