Tricolor Jason vence Bota e encosta na ponta

Equipe vence de virada no Morumbi e obtém quarto triunfo consecutivo no Campeonato Brasileiro

São Paulo joga o suficiente para vencer o Botafogo

São Paulo joga o suficiente para vencer o Botafogo

LANCEPRESS!

Em uma partida de boas alternativas, o São Paulo, ou Tricolor Jason , mostrou que realmente está em recuperação e venceu o Botafogo por 3 a 1, de virada, nesta quarta-feira, no Morumbi, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro. A vitória foi a quarta seguida do time paulista na competição e de quebra acabou com a invencibilidade de sete jogos que o adversário obtinha. Os gols do jogo foram marcados por Dagoberto, Washington e Jorge Wagner para os donos da casa e Lucio Flavio descontou para os cariocas.


O jogo começou com o Botafogo melhor, apesar da evidente superioridade técnica do São Paulo. O time carioca abusava das jogadas pelas laterais, principalmente, pelo lado direito com Alessandro ou Renato, que flutuava na frente da defesa paulista. Já o Tricolor insistia em jogadas pelo meio com Washington, que tinha muita dificuldade para dominar as bolas.

O melhor volume de jogo do Glorioso era evidente e não demorou muito para ele se transformar em gol. Aos 19 minutos, Batista achou Lucio Flavio próximo a área. O maestro alvinegro dominou, girou e acertou um belo chute no canto esquerdo de Denis, abrindo o placar. Com o gol, parecia que a vitória seria mesmo do time carioca, mas quatro minutos depois dois fatos mudaram a cara do jogo. O primeiro foi a contusão de Renato, melhor jogador do Bota em campo até o momento, obrigando o técnico ney Franco a colocar Jean Coral em seu lugar. O segundo, o técnico Ricardo Gomes vendo que o Botafogo era perigoso pela direita, colocou Dagoberto aberto pela esquerda, atuando nas costas do ala alvinegro.

Aos 36 minutos, Washington, agora melhor, carregou a bola sozinho pelo meio e deu um belo passe para Hugo. O meia invadiu a área e foi derrubado por Castillo. Jorge Wagner se apresentou para bater o pênalti e não deu chance para o goleiro do Botafogo, empatado a partida. Após o gol, o Botafogo se destruturou e nove minutos depois acabou sofrendo a virada. André Dias ganhou na raça de Eduardo, pela direita, invadiu a área e rolou para Washington, sozinho, marcar o gol da virada, no último lance do primeiro tempo.

A segunda etapa começou com o São Paulo um pouco mais recuado, apostando na velocidade de Dagoberto e dos alas para armarem os contra-ataques. Porém, foi só quando Ricardo Gomes tirou Washington e colocou Borges, que as jogas começaram a sair. O Botafogo tentava criar com Lucio Flavio e Victor Simões, mas o segundo tempo era todo dos tricolores.

Aos 26 minutos, Dagoberto recebeu lançamento de cabeça, dominou e colocou com categoria por cima de Castillo fazendo o terceiro gol e decretando a vitória do hexacampeão brasileiro. Com dois a menos no placar, o Botafogo sentiu e não conseguiu mais assustar os donos da casa. No finalzinho, Hernanes ainda teve duas oportunidades de ampliar o placar. A primeira passou bem perto e a segunda explodiu na trave.

Na próxima rodada o São Paulo volta a jogar em casa e recebe o Goiás. Já o Botafogo, tem um duelo complicado contra o Atlético Paranaense, que venceu o cruzeiro por 2 a 0 nesta quarta-feira, no Engenhão.

FICHA TÉCNICA:

SÃO PAULO 3 X 1 BOTAFOGO

Estádio: Morumbi, São Paulo (SP)
Data/hora: 05/08/2009 – 21h (de Brasília)
Árbitro: Elmo Alves Cunha (Asp.Fifa/GO)
Auxiliares: Fabrício Vilarinho (GO) e Cristhian Passos Sorence(GO)
Renda/Público: R$ 423.115,00/ 19.182 pagantes

GOLS: Lucio Flavio, 19’/1°T (0-1); Jorge Wagner, 36’/1°T (1-1); Washington, 45’/1°T (2-1); Dagoberto, 26’/2°T (3-1)

São Paulo: Denis, Renato Silva, André Dias e Miranda; Jean, Hernanes, Richarlyson, Hugo (Júnior César, 23’/2ºT) e Jorge Wagner; Dagoberto (Marlos, 42’/2ºT). e Washington (Borges, 20’/2ºT). Técnico Ricardo Gomes.

Botafogo: Castillo, Wellington (Túlio Souza, 29’/2ºT), Juninho e Eduardo; Alessandro, Leandro Guerreiro, Batista, Renato (Jean Coral, 23’/1ºT), Lucio Flavio e Michael (Léo Silva, 10’/2ºT); Victor Simões. Técnico: Ney Franco.

Deixe um comentário

Nenhum comentário ainda.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s