Mesmo dominado, São Paulo, com 10 em campo, derrota o Barueri por 2 a 1

Washington foi expulso aos 16 minutos do segundo tempo. Tricolor Paulista vai aos 18 pontos ganhos e pula na tabela. Barueri fica fora do G-4

No duelo do time sensação do Campeonato Brasileiro com o mais vezes campeão na história, venceu a tradição. Em boa partida na Arena Barueri, neste domingo, pela 14ª rodada da competição, o São Paulo, mesmo dominado e com 10 em campo em boa parte do segundo tempo – Washington foi expulso aos 16 minutos -, derrotou o Barueri por 2 a 1. Com isso, obteve sua primeira vitória fora de casa, quarta no campeonato, e pulou para o 11º lugar, com 18 pontos ganhos. Washington e André Dias marcaram os gols do Tricolor Paulista, e Rafl fez o do Barueri.

O Barueri, que não perdia há 10 rodadas e sofreu sua primeira partida em casa, fica fora do G-4. Agora é sétimo colocado, com 22 pontos ganhos, Na 15ª rodada, vai ao Beira-Rio enfrentar o Internacional, na próxima quarta-feira, O São Paulo, que saiu de campo comemorando também a grande atuação do meia Hernanes e do goleiro Dênis, que falhara no lance do gol do Barueri mas salvou o time na segunda etapa, receberá no Morumbi, na quinta-feira, o Grêmio,

Barueri falha na defesa

Com o objetivo de voltar ao G-4 no fm da 14ª rodada, o Barueri entrou em campo procurando impor o seu jogo. Para isso, marcava fortemente a saída de bola do São Paulo. O problema é que com o time bastante adiantado, deixou espaços na defesa. O Tricolor Paulista acabou aproveitando na primeira boa chance que criou, aos 13 minutos. Marlos lançou Washington pela direita, que avançou e, livre, tocou sem defesa para Renê: 1 a 0.

O Barueri pareceu sentir o golpe, e continuou falhando na marcação. A sorte da equipe é que Dagoberto perdeu uma chance de ouro de dar uma vantagem considerável ao São Paulo. Pela direita, o atacante bateu cruzado, mas Renê, com o pé direito, salvou para escanteio.

O jogo ficou intenso e de bom nível técnico. A partir daí, o Barueri procurou se acalmar. Botou mais a bola no chão, mas com velocidade. Não deu outra: aos 20 minutos, em tabela rápida, Ralf recebeu na frente e arriscou, de fora da área. A bola quicou e encobriu o goleiro Dênis, que falhou no lance: 1 a 1, aos 20 minutos.

A história acabou se repetindo logo depois. Dessa vez, o Barueri é que teve a chance de virar a partida. O artilheiro Val Baiano, na primeira boa aparição, mandou um balaço que Dênis salvou, com grande defesa. Mas apesar de melhor do meio-campo para frente, a defesa continuava falhando na marcação e em lances individuais. Aos 23, Renê saiu mal do gol após cruzamento na área, e a bola só não entrou porque Xandão mandou para escanteio. No minuto seguinte, não teve jeito: Dagoberto centrou pela direita, Leandro Castán deu furada espetacular e a bola sobrou para André Dias, que bateu à direita de Renê e desempatou para o Tricolor Paulista.

O gol nem abateu o Barueri, que havia melhorado no jogo. Val Baiano e Thiago Humberto tiveram a chance de empatar. No chute do meia, aos 30, o goleiro Dênis se redimiu e espalmou para escanteio. Mas o São Paulo tinha Dagoberto, Marlos e Hernanes, que, mais inspirado, como nos bons tempos, deu mais emoção ao bater cruzado rente à trave, aos 33, e ao obrigar o goleiro Renê a outra boa defesa, aos 35.

Mesmo com o revés que sofreu com a contusão de André Dias, com problema no pé direito – Zé Luís entrou em seu lugar, deslocado na posição -, o São Paulo mostrou mais organização tática. E o time conseguiu suportar até o fim da primeira etapa o sufoco do Barueri. Com bom toque de bola, principalmente pela esquerda, com as investidas de Márcio Careca em tabelinhas com Thiago Humberto, a equipe da casa quase empatou. Numa das chances, aos 42, Dênis saiu mal do gol e Leandro Castán, que falhara no gol de André Dias, tentou se redimir, mas cabeceou para fora.

Expulsão de Washington

Mal começou o segundo tempo, ficou definido o que seria o script: o Barueri de Estevam Soares partindo para cima, o São Paulo de Ricardo Gomes se defendendo. Aos 5 minutos, Thiago Humberto teve duas chances. Uma de cabeça, que Dênis salvou, e outra num tiro de fora da área, com perigo. E era pela esquerda que o time fazia as melhores jogadas. Aos 9, Otacílio Neto arrancou e bateu cruzado, para fora. No minuto seguinte, o lateral Márcio Careca, destaque do time ao lado de Thiago Humberto, centrou na medida para Vai Baiano, totalmente livre, desperdiçar para fora um gol feito.

Ricardo Gomes recuou mais ainda o São Paulo ao trocar o bom Marlos por Arouca,. Aos 16 minutos, Washington levou um cartão amarelo após reclamar de falta marcada sobre Leandro Castán. Continuou reclamando com os costumeiros gestos, apontando para o árbitro Rodrigo Cintra. Não deu outra: o atacante levou o vermelho. Em seguida, o técnico do Barueri, Estevam Soares, trocou Xandão por João Victor e Franciscatti por Flavinho. O time da casa quase empatou aos 22, em violenta cabeçada de Leandro Castán para fora.

A pressão do Barueri aumentava quando Ricardo Gomes pôs Borges no lugar de Dagoberto, cansado, no ataque. Estevam Soares deu o troco com ousadia. Tirou o zagueiro Leandro Castán para pôr o veterano atacante Basílio, que no primeiro lance cabeceou bola na trave – mas o árbitro marcou impedimento.

Daí em diante, foi uma sucessão de boas chances por parte do time da casa. Thiago Humberto e Otacílio Neto arriscavam. E Denis acabou brilhando, principalmente, em boas saídas do gol, como aos 43, no chute de Thiago Humberto, e aos 45, ao sair na cabeça de Val Baiano para afastar o perigo. O São Paulo também teve uma chance perdida por Borges em belo passe de Hernanes, aos 41,. Mas nem precisou lamentar. Afinal, recuperou o gosto da vitória,.

Ficha técnica:

BARUERI 1 x 2 SÃO PAULO
Renê, Xandão (João Victor), Leandro Castán (Basílio) e André Luís; Franciscatti (Flavinho), Ralf, Everton, Thiago Humberto e Márcio Careca; Otacílio Neto e Val Baiano Denis, Renato Silva, André Dias (Zé Luís) e Miranda; Jean, Eduardo Costa, Hernanes, Marlos (Arouca) e Jorge Wagner; Dagoberto (Borges) e Washington
Técnico: Estevam Soares. Técnico: Ricardo Gomes
Gols: Washington, aos 13, Ralf, aos 20, e André Dias, aos 24 minutos
Cartões amarelos: Miranda, Washington e Hernanes (São Paulo), Ralf (Barueri). Cartão vermelho: Washington (São Paulo)
Estádio: Arena Barueri. Data: 26/07/2009. Árbitro: Rodrigo Martins Cintra. Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho (SP) e João Bourgalber Chaves (SP)

Deixe um comentário

Nenhum comentário ainda.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s



  • PROMOÇÃO

  • Produtos do SP

  • CLIQUE NOS CANAIS E VEJA TV AO VIVO






  • USUÁRIOS ONLINE

    • 1.403.194 acessos
  • Blogs & Sites parceiros