Sem brilho, São Paulo bate a Ponte Preta no Morumbi e segue no G-4

Time de Muricy Ramalho não apresenta bom futebol, mas consegue 2 a 1 e ganha fôlego para duelo com o Corinthians, no domingo

Ficou longe de ser uma apresentação primorosa, mas o São Paulo conseguiu o mais importante nesta quinta-feira: venceu a Ponte Preta por 2 a 1. Jogando em casa, debaixo de uma chuva fina e persistente, o Tricolor ganhou com gols de Rodrigo e Jorge Wagner, seguindo na cola do Corinthians, adversário de domingo, no Morumbi. Márcio Mixirica descontou para a Macaca.

Desfalcado de Rogério Ceni (lesionado), além de Hernanes e André Dias, ambos suspensos, a equipe do técnico Muricy Ramalho não mostrou um bom futebol e errou muito na troca de passes no meio-campo. Mas a vitória deixou o hexacampeão brasileiro no terceiro lugar na tabela do estadual. O time agora tem 16 pontos, um a menos que seu próximo rival. O Palmeiras lidera a classificação com 18 pontos, aproveitamento de 100%.

Já a Ponte Preta, que até tentou pôr fogo com o gol nos minutos finais, é apenas a 11ª colocada com oito pontos. No domingo, recebe o são Caetano em Ca´mpinas.

Apesar de erros, São Paulo na frente

O São Paulo mostrou-se perdido em grande parte da primeira etapa. Sem Hernanes, expulso na partida anterior, contra o Botafogo-SP, o time do Morumbi sentiu a falta de seu principal articulador no momento de chegar ao ataque.

Assim, não foi raro ver Richarlyson e Hugo esbarrarem na zaga do time campineiro, antes de a bola conseguir alcançar Washington e Borges. Tanto não foi difícil ver a equipe paulistana se perder no momento de marcar Neco e Savóia, os atacantes da Ponte Preta.

Mas depois de ver Borges chutar para fora, quando estava na cara do gol, o Tricolor Paulista conseguiu acertar as redes de Aranha. Em cobrança de falta, Jorge Wagner mandou direto para o gol, sem tocar em ninguém. No entanto, o árbitro assinalou o tento para o zagueiro Rodrigo, que saltou para cabecear, e saiu comemorando, pulando até mesmo em um Policial Militar que estava atrás do gol campineiro.

– Ele (árbitro) está certo. Tem de dar o gol para mim mesmo – brincou o camisa 4 do Tricolor, referindo-se à decisão Philippe Lombard.

SEGUNDO TEMPO

Apesar da vantagem no placar, o São Paulo começou a segunda etapa sendo pressionado pela Ponte Preta. Na primeira tentativa do time de Campinas, Neco sofreu falta bem perto da grande área, mas a cobrança foi desperdiçada por Edílson.

Vendo a Ponte Preta arriscar mais, o time são-paulino passou a explorar os contragolpes. E numa das arrancadas, conseguiu arrumar uma falta. Na cobrança, sem interferência de outros jogadores ou arbitragem, não teve jeito. Jorge Wagner arriscou e acertou em cheio as redes do goleiro Aranha, sem chances de defesa.

Para tentar se recuperar, o técnico Sérgio Soares sacou Savóia e colocou Márcio Mixirica. E foi dele único gol do time campineiro, de cabeça, aos 40 minutos, fechando o placar do jogo em 2 a 1, numa bobeira da zaga tricolor.

O São Paulo ainda teve chances de fazer seu terceiro gol logo em seguida, quando Dagoberto bateu cruzado e, no rebote, Washington chutou para longe. Na outra tentativa, Richarlyson arriscou direto, torto, sem perceber que o Coração Valente estava livre para marcar o seu e quitar sua dívida com a torcida são-paulina -ele tem quatro gols pelo Tricolor Paulista, mas marcou cinco na equipe na temporada passada, quando defendia o Fluminense. Ficou para o clássico com o Timão…

Ficha técnica:

SÃO PAULO 2 x 1 PONTE PRETA
Bosco; Renato Silva, Rodrigo e Miranda; Zé Luis, Jean, Richarlyson, Hugo (Júnior César) e Jorge Wagner; Borges (Dagoberto) e Washington. Aranha; Edilson, Jean, Gum e Fabinho; Deda, Tinga, Willian (Leandro Costa) e André (Kim); Danilo Neco e Gustavo Savóia (Márcio Mixirica).
Técnico: Muricy Ramalho. Técnico: Sérgio Soares.
Gols: Rodrigo, aos 32 minutos do primeiro tempo. Jorge Wagner, aos 18 minutos, Márcio Mixirica, aos 40minutos do segundo tempo.
Cartões amarelos: Hugo, Jean e Rodrigo (SP). Leandro Costa (PP)
Estádio: Morumbi. Data: 12/02/2009. Árbitro: Philippe Lombard. Auxiliares: Luiz Quirino da Costa e Mario Nogueira da Cruz.

Deixe um comentário

Nenhum comentário ainda.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s