Jogadores não temem reformulação

Pressão para garantir vaga na Libertadores é grande, já que o time disputou as cinco últimas edições da competição

Uma possível ausência na Taça Libertadores de 2009 pode acarretar sérias mudanças no elenco do São Paulo. Alguns, como o lateral-esquerdo Júnior, devem sair no fim deste ano com ou sem a vaga. A maioria, porém, depende da classificação para manter a posição no clube. Já são cinco edições consecutivas da Libertadores com o São Paulo em campo. A possível reformulação, porém, não assusta os jogadores.

– Particularmente, eu não me preocupo, pois tenho certeza de que vamos conseguir a vaga. Vamos brigar pelo título. É só olhar nosso grupo. Muitos clubes por aí gostariam de ter esses jogadores – diz André Lima.

– Isso é normal não só no São Paulo, mas também em outros clubes – desconversa Hugo.

Na semana passada, o goleiro Rogério Ceni declarou que preferia jogar na Venezuela a ter que disputar a Copa do Brasil em cidades como Macapá e Manaus, na região Norte do Brasil. A última vez em que o São Paulo disputou a competição nacional foi em 2003, quando caiu diante do Goiás, nas quartas-de-final.

– O Rogério tem toda a razão no comentário que fez. O clube não está acostumado a jogar a Copa do Brasil, e os jogadores não querem isso. A Libertadores tem uma visibilidade muito maior – justifica o meia Hugo.

Deixe um comentário

Nenhum comentário ainda.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s