Com descontração, Muricy Ramalho brinca com ‘paradinha’ citando Lei Seca

Treinador compara recurso no pênalti ao controle de bebidas alcoólicas

A paradinha é cada vez mais comum neste Brasileiro. Pior para os goleiros, que estão sofrendo com o recurso e não conseguem mais defender as cobranças de pênalti. Hoje, cabe ao árbitro decidir se a paradinha foi excessiva ou não. Ou seja, o julgamento é subjetivo. Mas o técnico Muricy Ramalho, do São Paulo, não concorda com esta interpretação. Para ele, tem que ser como a Lei Seca: é preciso determinar o que é certo e o que é errado.

– Ou pára ou não pára. Ou pode toda paradinha ou não pode nenhuma. Se deixar para juiz determinar não vai dar certo. É como beber na Lei Seca. Não vai falar que só bebeu umas doze cervejas e dizer que não está bêbado (risos). Não tem negócio de meia paradinha – brinca o treinador são-paulino.

Na última quinta-feira, o atacante Edmundo precisou ir para o gol do Vasco e sofreu com a paradinha na cobrança de pênalti de Guilherme, do Cruzeiro . O time mineiro venceu por 3 a 1.

Deixe um comentário

Nenhum comentário ainda.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s



  • PROMOÇÃO

  • Produtos do SP

  • CLIQUE NOS CANAIS E VEJA TV AO VIVO






  • USUÁRIOS ONLINE

    • 1.403.195 acessos
  • Blogs & Sites parceiros